vou postar o que eu intendi em respeito a você que insistentemente transita teu olhar sobre os rascunhos da minha imaginação


De Alexandro de Murilas:
            Pois é paciente leitor/a eu continuo em busca da luz e como diz Murila socorro, tudo está transcendendo a logica definitivamente (alguma coisa esta fora da ordem, fora da nova ordem mundial!). Talvez seja necessário levar em consideração a minha visão de mundo “pra quê?” tudo estar no lugar é apenas a minha subjetividade obsidiada pelo sistema que ofusca a real satisfação em não entender o bom de não ser sincero. Você Planta você colhe Kantcheremô, se corromper pra enriquecer, se matar pra sentir prazer, da pra intender, calma, calma eu tenho juízo abandonado pra não sofre moço eu sou feliz, estamos falando do que é intrigante que isso fique bem claro, faço tudo, mas estar na... Há fantasia! Pura imaginária peraê eu estou ouvindo vozes você pode perder muita coisa por conta desse ponto de vista, inclusive o que já mais teve ai, ai, ai eu sei é melhor não saber (quem souber?) vai ali ao bar comprar uma cerveja para eu beber, êpá eu não bebo, ou melhor, eu prefiro não beber. Da pra confiar em um cara que não bebe? Está bom chega de baboseira. O intelectual daqui da banda, estar com um livro e um filme na mão diz que é melhor eu ler para intender um pouco mais sobre as representações e mudanças de comportamento
          Seis horas depois: eu não li o livro todo, e logicamente assistir o filme inteirinho. É a cultura, vou postar o que eu intendi em respeito a você que insistentemente transita teu olhar sobre os rascunhos da minha imaginação miguem mais do que você caro leitor para discordar concordar, criticar e enriquecer este ensaio literário.
                                              Texto
Este texto tem por objetivo clarificar o entendimento sobre o psíquico as representações e causas traumáticas que acometem o ser humano, destacando as intervenções da vida cotidiana bem como a formação subjetiva do sujeito, valores e as interpelações que cada pessoa se predispõe a subjugar como simbolicamente concernente e significativa a sua alusão.    
           O Filme norte Americano “O Pescador de Ilusões é uma Comedia/Drama foi lançado em 1991 sob a direção de Terry Gilliam” e a borda nas telas do cinema mudanças de valores e atitudes assim como as Teorias da orientadora de mestrado e doutorado em psicologia Silvia Tatiana Maurer Lane, que propõe considerar a dialética sócio-cultural como constitutiva do ser humano, ao mesmo tempo enfatizando a força transformadora e criadora da consciência a sua meta tem tudo haver com o filme por consistir na construção de uma psicologia que se propõe buscar soluções para as questões sociais advinda do conhecimento concreto da realidade psicossocial das condições de vida em especial das pessoas consideradas baixa renda.
           No filme destaca-se o poder da linguagem, a comunicação, aqui representada através da opinião exposta impensadamente pelo locutor Jack a seu ouvinte, que ocasionou uma chacina levando a óbito a esposa do Professor que enlouqueceu por conta do acontecendo (sem duvidas um dos pontos chaves do filme) Jack acaba por conhecer o homem a quem avia causado perdas que o levaram a perder o contato com a realidade propositadamente no caso o professor, agora um mendigo, sem lembranças do passado.  Diante daquela situação o próprio Jack entra em uma crise de consciência, e tenta reformular seus valores, pagando pelo mau que causou a o mendigo que por sua vez pouco valor fazia de conquistas capitalistas, ou materialistas, finalmente Jack se empenha em dar para o mendigo que tentava conquistar o cálice sagrado a chance de preencher o vazio da sua alma com um novo romance. Outros personagens abrilhantavam o enredo desta historia que envereda por Valores, crises resistências, preconceito mudança de comportamento e até estudo de caso. 
           Silvia Lane propunha compreender o grupo através da linguagem, ela intensifica suas observações, entendendo que é a partir desses dois processos que o ser humano encontra a sua identidade. No filme pudemos observa clara concordância com teoria de Silvia Lane para o individuo que tem como regra a obrigação de reconhecer que só se pode compreender qualquer instituição se. Aprendêssemos o processo histórico no qual ela foi produzida, por outro ponto de vista o grupo é visto como histórico numa sociedade também histórica e a perspectiva histórica fazem referencia no Máximo a historia da aprendizagem de cada um. A adaptação ao meio ao qual se insere é que provem a capacidade de dar respostas. O ser humano é afetado pelas adversidades da existência assim como toda existência sofre influência do meio onde vive. Tornando assim claro que para forma uma personalidade ou para compreendê-la é preciso primeiro se ater ao contexto ao qual ela se inclui.   

Comentários

  1. P/você que pensava que não existia anônimo, eu sou seu fã.Na OBSERVAÇÃO do meio sem duvidas estar a explicação e a logica presente no contexto cultural e precisamos transforma muito do que ficou enraizado no intelecto do brasileiro desde dos primórdios sim.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o anonimo acima e assino em baixo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário