Pensando o Serviço Social




Este texto tem como objetivo produzir um material que nos leve a refletir sobre a atuação do assistente social, principalmente no que diz respeito a sua metodologia, aplicabilidade e identificação de conflitos sociais, promoção de políticas publicas sócias, e posicionamento do assistente, entender a importância do estudo de caso para identificar e posteriormente encontrar soluções de cunho especifico. Para cada situação problematizada

O serviço social surgiu para suprir uma necessidade de trabalho concernente à classe trabalhadora a partir do capitalismo, em meio à revolução industrial em 1936 no Brasil com a criação da primeira escola na cidade de São Paulo, a profissão passa a existir contrária as adversidades entre o proletariado e a classe dominante. É preciso ter curso superior concluído em quatro anos para exercer a profissão de Serviço Social que se utiliza de instrumental científico multidisciplinar das Ciências Humanas e Sociais para análise e intervenção nas diversas refrações da “questão social” de caráter sociopolítico, crítico e interventivo. O termo Assistente Social faz referencia ao profissional qualificado Bacharel em serviço social que, atua por meio de uma intervenção investigativa, privilegiando pesquisar e analisar a realidade social age na formulação, avaliação e execução de políticas, serviços, e programas sociais que visem preservar, defender e ampliar os direitos humanos e a justiça igualitária. Apropria-se dos métodos e conteúdos da Psicologia, da Antropologia, da Pedagogia, Sociologia, Ciências Sócias, leis e diretrizes, normas preestabelecidas a exemplo. O Estatuto do Idoso, a Constituição federal, o Código Civil, o ECA, a LOAS e o próprio serviço social como representações referencias para ampliar e exercer a sua função que tem por meta o estudo social das causas ou problemas conexo ao contexto socioeconômico cultural, emocional e situação de saúde. Esta compreensão de estado, situação, e meio social do indivíduo é de suma importância para posteriormente inseri-lo em programas específicos ou até mesmo desenvolver atividades grupais que o beneficie. O estudo também pode ser realizado em grupo neste caso identifica-se o numero de usuários e organiza-se para inserção no processo social. Já o estudo realizado na comunidade se estabelece através de promoções dinâmicas e conjuntas referentes aos recursos existentes para aproveitamento total, sem interferir no entrosamento cotidiano das pessoas nem nas instituições da área. No serviço social podemos identificar as potencialidades para a construção de igualdade entre os povos, no entanto mesmo com todas as possibilidades que rodeiam a profissão, o seu reconhecimento ainda deixa a desejar, é preciso que as secretarias de assistências sócias sejam dirigidas por assistentes sócias, é preciso que em cada escola do nosso país tenha assistente social. O Serviço Social têm como metodologia promover o bem estar social através da promoção de políticas publica o assistente social para tanto, realiza o estudo de caso que é o principal método de estudo se não o mais eficaz na identificação de conflitos. Diante do diagnostico e da necessidade de intervenção social o assistente se ver limitado já quê para aplicar as medidas necessárias depende de outras metodologias, normas, diretrizes e suas devidas aplicações. Outro fator que incomoda os estudantes e profissionais é a ocupação de cargos da área de serviço social por profissionais de outras áreas que por não ser qualificado para a função que exerce, invés de solucionar os conflitos os promovem e tratam a questão social como mero assistencialismo. Texto de Alexandro de Murilas

Comentários