Encontro de duas mulheres que batalharam muito



 O futebol entrou na agenda da presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (24/1), no Palácio do Planalto. A presidenta abriu espaço para um bate-papo com Marta, eleita pela quinta vez consecutiva a melhor jogadora de futebol do mundo. Após a audiência, a jogadora contou que a conversa serviu para que as duas pudessem trocar algumas informações sobre o futebol feminino no Brasil.
“Para mim foi uma honra ser recebida pela presidenta Dilma. Foi um encontro muito bacana de duas mulheres que batalharam muito e conseguiram se sobressair. Estou feliz”, disse Marta numa concorrida entrevista coletiva no hall do Planalto.
Na conversa, Marta convidou a presidenta Dilma para ir a Alemanha, entre os dias 26 de junho e 17 de julho, assistir a participação da seleção feminina de futebol na Copa do Mundo de Futebol Feminino. A jogadora explicou que, mesmo não tendo confirmado “100%” a presença na competição, há expectativa de que a presidenta Dilma esteja presente num dos jogos. Segundo a atleta, tal fato seria importante para o grupo.
Marta disse também que durante a audiência a presidenta perguntou sobre a trajetória da jogadora, de origem humilde do município de Dois Riachos, interior de Alagoas, até ser consagrada por cinco vezes a melhor jogadora de futebol de mundo.
"Ela [presidenta Dilma] perguntou sobre minha história de vida. Tentei resumir ao máximo. Não falei muito. Fiquei muito nervosa.”
Atualmente defendendo o Santos, Marta prepara-se para se transferir para o exterior. Segundo informou, em fevereiro deve jogar por um time europeu, embora não disfarce o interesse em retornar ao futebol brasileiro no segundo semestre deste ano. Marta acredita que o surgimento de novas jogadoras tem sido importante para o reconhecimento desta modalidade esportiva e incentivou que outros clubes brasileiros invistam no futebol feminino.
Na audiência, a presidenta recebeu uma camisa autografada por Marta: “Para a nossa presidente Dilma, com carinho. Marta”, escreveu a jogadora. O presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, que também acompanhou a jogadora junto com o ministro do Esporte, Orlando Silva, entregou outra camisa do clube com os autógrafos de Robinho, Neymar, Ganso e André – quatro jogadores que disputaram partidas de futebol pela seleção brasileira.





Comentários